Rua São Valentin, no Bairro Itoupava Norte, terá obras da BRK Ambiental

Rua São Valentin, no Bairro Itoupava Norte, terá obras da BRK Ambiental

Serviços para instalação de novo Poço de Visita e implantação de tubulação de esgoto começam nesta quinta-feira (26/8)

Nesta semana, a equipe da BRK Ambiental, concessionária responsável pelos serviços de implantação, coleta e tratamento de esgoto em Blumenau, estará na Rua São Valentin, no Bairro Itoupava Norte, para a realização dos serviços de instalação de um novo Poço de Visita (PV) e implantação de tubulação de esgoto.

Os trabalhos estão previstos para iniciar nesta quinta-feira (26/8) e seguem até o próximo sábado (28/8), entre 8h e 19h. A primeira etapa será em frente ao imóvel número 221, para instalação do novo Poço de Visita. Esse serviço é importante para tornar possível a manutenção da rede após o sistema de coleta e tratamento de esgoto entrar em funcionamento na região.

Após a conclusão da instalação do PV, com o propósito de integrar as ruas da região ao sistema público de esgotamento sanitário, a concessionária realizará a implantação de tubulação de esgoto pelo Método Não Destrutivo (MND). Para essa etapa, que será feita a partir do imóvel número 108 até a Estação Elevatória de Esgoto em construção na Rua Santa Efigênia, os moradores serão previamente comunicados.

Neste período, para garantir a segurança de pedestres, ciclistas, motoristas e dos colaboradores que executarão os serviços, o trânsito fluirá em meia pista no local das obras e durante a realização das atividades. Por isso, é importante atenção às orientações dos colaboradores e à sinalização instalada. Vale lembrar que o cronograma depende das condições meteorológicas.

 

Método Não Destrutivo

Para minimizar os impactos aos blumenauenses, essa obra conta com uma nova tecnologia, conhecida como Método Não Destrutivo, que permite a execução gerando menos intervenções na via pública. Neste caso, a tubulação é implantada por meio de furos direcionais realizados a cerca de 100 metros um do outro. A utilização da metodologia não destrutiva foi possível nesse caso, por ser tratar de uma linha de recalque, onde não há ligações casa-a-casa para serem feitas nessa tubulação e, assim, proporcionar atuação capaz de minimizar ao máximo a interrupção no trânsito e no dia a dia das pessoas e dos comerciantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *